O conteúdo desta página requer uma versão mais nova do Adobe Flash Player.

Baixar o Adobe Flash Player

História do Projeto e Apoios Institucionais

 

O Projeto Vertentes do Português Popular do Estado da Bahia instalou-se no Departamento de Letras Vernáculas (DLV) do Instituto de Letras da Universidade Federal da Bahia (ILUFBa) no mês de janeiro de 2002, com recursos provenientes do Programa de Apoio à Instalação de Doutores do Estado da Bahia – PRODOC, através do convênio n. 01/99 firmado entre a FAPESB – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia e a Universidade Federal da Bahia – UFBa, com intermediação da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão - FAPEX. O apoio financeiro foi de R$ 11.979,00 (onze mil, novecentos e setenta e nove reais), divididos para despesas de custeio – R$ 6.290,00 (seis mil, duzentos e noventa reais) – e de capital – R$ 5.689,00 (cinco mil, seiscentos e oitenta e nove reais).

Esse suporte financeiro relativo às despesas de capital possibilitou a aquisição dos equipamentos utilizados na digitalização do áudio das amostras de fala constituídas em meio magnético (Rio de Contas, Helvécia, Cinzento e Poções): computador, placa de som, e toca-fitas semi-profissional. Foram também adquiridos dois gravadores digitais, com os quais foram constituídas, já em meio digital, as amostras de fala da comunidade de Sapé e do Município de Santo Antônio de Jesus. Também foram adquiridos dois toca-fitas mais simples utilizados no trabalho de transcrição ortográfica das entrevistas. E duas impressoras (uma a jato de tinta e outra matricial) foram adquiridas para impressão das entrevistas transcritas e dos trabalhos do Projeto.

A verba relativa às despesas de custeio forneceram, para além de todo o material de consumo (CD's, mini-discos, fitas cassete, papel de ofício, formulário contínuo, cartuchos e fitas para as impressoras, etc.), os recursos utilizados no trabalho de campo de recolha das amostras de fala.

Desde agosto de 2002, o Projeto Vertentes também conta com bolsas de Iniciação Científica da FAPESB, do CNPq e do PIBIC/UFBa, para os alunos de graduação que atuam no Projeto na pesquisa de campo e nas atividades de digitalização, edição e transcrição das entrevistas, para além de realizarem o seu trabalho de iniciação na pesquisa científica sobre um tema previamente definido, com a orientação do coordenador do Projeto. O coordenador do Projeto, Prof. Dr. Dante Lucchesi, recebe, desde março de 2003, Bolsa de Produtividade em Pesquisa do CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Processos: 304623/2002-4; 303486/2004-0; e 307957/2007-1).

Entre os anos de 2003 e 2005, o Projeto Vertentes foi contemplado, juntamente com o Projeto do Atlas Linguístico do Brasil – ALIB, com um novo financiamento destinado ao Programa de Estudos da Diversidade Linguística no Brasil - Diversitas do ILFUBa, através de convênio entre a FAPESB – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia e a Universidade Federal da Bahia – UFBa, com intermediação da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão – FAPEX, aprovado pelo Edital de Infra-Estrutura n. 001/2003. Do valor total de R$ 60.000,00 (sessenta mil reais), coube ao Projeto Vertentes R$ 17.195,00 (dezessete mil, cento e noventa e cinco reais). Esses recursos foram destinados à melhoria da infra-estrutura e da instalação física do Projeto Vertentes, que passou a dispor de uma sala exclusiva para o seu funcionamento no Instituto de Letras da UFBa. Assim, foram adquiridos móveis e novos equipamentos que colocaram as atividades do Projeto em um outro patamar. Além disso, as verbas de capital desse edital possibilitaram a compra de um novo computador para o Projeto, bem como a aquisição de material bibliográfico que deram início à montagem da biblioteca do Vertentes. Parte dos recursos destinados ao serviço de terceiros foram empregados na contratação do webdesigner que elaborou a primeira página do Projeto na Internet, que ficou no ar no período de 2004 a 2009. Os recursos de custeio permitiram a realização do trabalho de campo, no qual foram constituídas as amostras de fala vernácula do português popular dos municípios de Poções e Santo Antônio de Jesus.

A realização da pesquisa de campo relativa à 3ª Etapa do Projeto, focalizando o português popular de Salvador, só se tornou possível com a obtenção de dois financiamentos junto ao CNPq. O primeiro foi obtido junto ao Edital CNPq nº 50/2006 para Seleção pública de projetos de pesquisa nas áreas de Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas (proc. n. 401285/2007-3), no valor de cinco mil reais, destinados a despesas de custeio, com vigência de 15/07/2007 a 14/07/2009. O segundo foi obtido junto ao Edital MCT/CNPq 15/2007 - Universal - Faixa A - Até R$ 20.000,00 (proc. n. 472912/2007-0), no valor de R$ 15.305,60, sendo R$ 11.485,60, destinados a despesas de capital e R$ 3.820,00, destinados a despesas de custeio, com vigência de 02/01/2008 a 01/01/2010.

As despesas de custeio do Edital de Humanas foram destinadas à cobertura dos custos do trabalho de campo em quatro bairros populares da cidade de Salvador e de um município de sua região metropolitana (Lauro de Freitas), quando foram feitas 96 entrevistas de tipo sociolinguístico com moradores dessas localidades. Um extenso trabalho de campo, no qual os pesquisadores do Projeto Vertentes tiveram de conviver com o dia-a-dia da violência urbana que aflige os bairros populares das grandes capitais brasileiras.

As verbas destinadas aos bens de capital do Edital Universal possibilitaram a aquisição de mais um computador e de uma impressora multifuncional a laser. Possibilitaram também a aquisição de novos livros para a ampliação da biblioteca do Projeto, bem como a aquisição de dois novos gravadores digitais, com os quais todo o processo de captação e armazenamento é feito exclusivamente em meio digital, o que melhora em muito a qualidade do som das entrevistas que chega até o pesquisador final.

As verbas de custeio foram destinadas à aquisição de material de consumo para o desenvolvimento da pesquisa, bem como para a contratação de um webdesigner para confecção desta nova versão da página do Vertentes na Internet.

Portanto, fica aqui o reconhecimento de que toda a pesquisa desenvolvida pelo Projeto Vertentes só se tornou possível em função das vigorosas políticas de fomento à pesquisa do governo do Estado e do governo federal, que não deixam de contemplar áreas da ciência de menor interesse econômico, como é o caso das ciências humanas.

 
Apoio

Associados

Projeto PROHPOR

Projeto ALIB

Notícias

Dante Lucchesi pronuncia-se sobre a polêmica do livro didático adotado pelo MEC.

Leia aqui...

Texto sobre o Livro do MEC...

Fale Conosco

Para criticar, sugerir, consultar, envie um e-mail para vertente@ufba.br.

Expediente

O responsável por este sítio é o Coordenador do Projeto Vertentes, Dante Lucchesi, que também é o autor de todos os textos aqui publicados, exceto aqueles cuja autoria vem explicitamente indicada na página.

Administração

Copyright © 2017 Projeto Vertentes. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.