O conteúdo desta página requer uma versão mais nova do Adobe Flash Player.

Baixar o Adobe Flash Player

Pesquisadores do Projeto Vertentes

 

Alan Norman Baxter ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ) é Professor Adjunto de Língua Portuguesa da Universidade Federal da Bahia. Mestre em Lingüística Hispânica pela La Trobe University e PhD em Lingüística pela Australian National University, é autor do livro A Grammar of Kristang (Malacca Creole Portuguese), publicado, em 1988, pela Editora Pacific Linguistics (http://pacling.anu.edu.au/), da Australian National University, e co-autor (com Miguel Senna Fernandes) do livro Maquista chapado – vocabulário e expressões do Crioulo Português de Macau, publicado, em 2001, pelo Instituto Internacional de Macau, sendo também co-autor (com Patrick de Silva) do livro A Dictionary of Kristang (Malacca Creole Portuguese), publicado, em 2004, pela Editora Pacific Linguistics. Juntamente com Dante Lucchesi e Ilza Ribeiro, é co-organizador e co-autor do livro Português Afro-Brasileiro, publicado pela EDUFBA, em 2009, sendo também co-organizador e co-autor (com Hugo Cardoso e Mário Pinhranda) do livro Ibero-Asian Creoles: Comparative Perspectives, a ser publicado pela editora acadêmica John Benjamins, de Amsterdam. Tem publicado, em revistas e coletâneas nacionais e internacionais, diversos artigos sobre as línguas crioulas de base portuguesa da Ásia, sobre o português popular brasileiro, incluindo o dialeto de Helvécia, Bahia, e sobre o português dos descendentes de trabalhadores africanos em São Tomé, África. Foi presidente da Associação de Crioulos de Base Lexical Portuguesa e Espanhola (ACBLPE) e é o atual diretor da revista científica dessa associação internacional, a RCBLPE < http://www.umac.mo/fsh/ciela/rcblpe/>. Também é membro do conselho científico da Journal of Pidgin and Creole Languages (John Benjamins Publishers, Amsterdam) http://www.benjamins.com/cgi-bin/t_seriesview.cgi?series=jpcl.

Suas pesquisas na área de contato entre línguas se iniciaram com um longo trabalho de campo em comunidades crioulo-portuguesas do Sudeste Asiático, nos primeiros anos da década de 1980. Em 1987-1988, iniciou suas pesquisas no Brasil, com o apoio da Fundação Gulbenkian (de Portugal) e da La Trobe University Research Committee (da Austrália), recolhendo uma amostra de fala de moradores idosos da comunidade de Helvécia, no sul da Bahia. Entre 1992 e 1994, obteve do Australian Research Council financiamento para implantar o Projeto Vestígios de dialetos crioulos em comunidades rurais afro-brasileiras isoladas no Instituto de Letras da UFBa, em parceiria com Dante Lucchesi. Em 1997-8, também com a participação de Dante Lucchesi, montou o projeto Semi-creolization- testing the hypothesis with data from two contact-induced varieties of Portuguese of São Tomé, West-Central África, novamente com o apoio da Australian Research Council, o que lhe permitiu dois períodos de trabalho de campo em São Tomé, em 1998 e 2000. Foi professor de Linguística no Departamento de Espanhol e Português da La Trobe University (Austrália), de 1976 a 1979, e 1984-1999, ocupou postos como Professor Visitante na Universidade de Lisboa, em 1989 e 1990 (atuando na graduação e na pós-graduação), na Universidade da Ásia Oriental, em Macau, em 1990 e 1991 (atuando na pós-graduação), e na Universidade Federal da Bahia, em 1997 e 1998 (atuando na pós-graduação). De 2000 a 2004, foi Professor Associado do Departamento de Português da Universidade de Macau e Diretor do Centro de Investigação de Estudos Luso-Asiáticos dessa mesma universidade. De 2005 a 2006 foi Diretor do Departamento de Língua Espanhola da Flinders University (Austrália), e de 2006 a março de 2011, foi Professor Catedrático e Diretor do Departamento de Português da Universidade de Macau (http://www.umac.mo/fsh/dp/port/staff.html).

 

Cristina Figueiredo ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ) possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais (1994), mestrado (2004) e doutorado (2009) em Letras e Linguística pelo PPGLL da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e é pesquisadora do Projeto Vertentes do Português Rural do Estado da Bahia (UFBA). Atualmente é Professor Adjunto I da Universidade Federal da Bahia. Possui experiência na área de Linguística com ênfase em Sintaxe Gerativa, atuando principalmente nos seguintes temas: socio-história, diversidade linguística, teoria da gramática e, mais recentemete, em morfologia Distribuída. Os resultados da sua pesquisa já foram apresentados através dos seguintes trabalhos:

 

- O traço de animacidade no licenciamento da ON em duas comunidades rurais afro-brasileiras do estado da Bahia. Rosae - I Congresso Internacional de Linguística Histórica, 2009, Salvador. Sessão coordenada.

- A categoria vazia e o pronome lexical na realização do objeto direto anafórico no português rural: uma análise comparativa. V Congresso Internacional da Associação Brasileira de Lingüística, ABRALIN, 2007, Belo Horizonte. Sessão coordenada.

- O estatuto do objeto nulo no dialeto rural afro-brasileiro do estado da Bahia. XXI Jornada Nacional de Estudos Lingüísticos – Gelne, João Pessoa, 2006. Sessão coordenada.

- O objeto direto anafórico: as variantes inovadoras no dialeto rural afro-brasileiro. 2005. IV Congresso Internacional da ABRALIN, 2005, Brasília. Comunicação individual.

- A constituição de um corpus numa perspectiva sociolinguística. XX Jornada Nacional de Estudos Linguísticos, 2004, João Pessoa. Sessão coordenada.

Alguns trabalhos publicados:

FIGUEIREDO, Cristina. Objeto Direto Anafórico: a categoria vazia e o pronome lexical. In: Dante Luchesi; Alan Baxter; Ilza Ribeiro. (Org.). O Português Afro-brasileiro. Salvador: Edufba, 2009.

FIGUEIREDO, Cristina. O objeto direto anafórico no dialeto rural afro-brasileiro do estado da Bahia. Estudos Lingüísticos e Literários, v. 33/34, p. 45-67, 2006.

FIGUEIREDO, Cristina. O objeto direto anafórico em um dialeto rural afro-brasileiro. In: II ECLAE - Encontro Nacional de Ciências da Linguagem Aplicadas ao Ensino, 2004, João Pessoa. II ECLAE - Anais. João Pessoa: Idéia, 2003. p. 01-2216.

FIGUEIREDO, Cristina; LUCCHESI, Dante. As formas variáveis de realização do objeto direto anafórico nas duas grandes variantes do português brasileiro: a rural e a urbana. Revista Outros Sertões, 2010. No prelo.

LUCCHESI, Dante; Baxter, Alan; SILVA, Jorge Augusto A. da; FIGUEIREDO, Cristina. O português afro-brasileiro: as comunidades analisadas. In: Dante Luchesi; Alan Baxter; Ilza Ribeiro. (Org.). O Português Afro-brasileiro. Salvador: Edufba, 2009.

 

Vívian Antonino ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ) é Mestre e Doutora em Letras e Linguística pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente é professora Adjunta da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, campus Jequié, e está aprovada em concurso para Universidade Federal da Bahia.  É vinculada ao Projeto Vertentes desde 2001, quando foi bolsista de iniciação científica na graduação, estudando a concordância nominal em predicativos e estruturas passivas em comunidades afro-brasileiras isoladas. Deu continuidade ao estudo deste mesmo tema em seu mestrado, porém focando o português popular do interior do Estado da Bahia. No doutorado, com o intuito de estabelecer um continuum linguístico com relação ao fenômeno que observa, estudou a fala popular da cidade de Salvador, tendo participado da constituição do corpus referente aos bairros populares pesquisados. Alguns trabalhos publicados:

 

ANTONINO, Vivian. A concordância nominal em predicativos do sujeito e estruturas passivas no português popular do interior do estado da Bahia. Dissertação de mestrado, UFBA, 2007.Disponível emhttp://www.bibliotecadigital.ufba.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=1506

ANTONINO, Vivian. A concordância nominal de gênero em predicativos do sujeito e estruturas passivas em Poções (BA). In: Denilda Moura (org.). Os desafios da língua – pesquisas em língua falada e escrita. Maceió: EDUFAL, 2008

ANTONINO, Vivian. Concordância nominal em predicativos do sujeito e estruturas passivas: uma análise do português popular do interior da Bahia. In: Dermeval da Hora (org.). Abralin em Cena Piauí. João Pessoa: Idéia, 2008.

ANTONINO, Vivian. Português afro-brasileiro: uma análise de fatores extralinguísticos. PAPIA, n 19, 2009.Disponível emhttp://www.abecs.net/site/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=10

ANTONINO, Vivian e BANDEIRA, Manuele. Nós, a gente e a concordância em uma comunidade afro-brasileira. PAPIA, vol. 21, n 1, 2011. Disponível em: http://www.abecs.net/ojs/index.php/papia/article/view/317/340

ALMEIDA, GILCE e ANTONINO, Vivian. A concordância verbal de terceira pessoa do plural em produções escritas de estudantes universitários. Revista Diadorim, vol. 8, 2011. Disponível em: http://www.revistadiadorim.letras.ufrj.br/index.php/revistadiadorim/article/view/201

ANTONINO, Vivian. Português popular de Salvador: uma análise da concordância nominal em predicativos do sujeito e em estruturas passivas. Tese de Doutorado, UFBA, 2012.

Lattes: http://lattes.cnpq.br/0190294210557535

 

 

 
Apoio

Associados

Projeto PROHPOR

Projeto ALIB

Notícias

Dante Lucchesi pronuncia-se sobre a polêmica do livro didático adotado pelo MEC.

Leia aqui...

Texto sobre o Livro do MEC...

Fale Conosco

Para criticar, sugerir, consultar, envie um e-mail para vertente@ufba.br.

Expediente

O responsável por este sítio é o Coordenador do Projeto Vertentes, Dante Lucchesi, que também é o autor de todos os textos aqui publicados, exceto aqueles cuja autoria vem explicitamente indicada na página.

Administração

Copyright © 2017 Projeto Vertentes. Todos os direitos reservados.
Joomla! é um Software Livre com licença GNU/GPL v2.0.